Resenha: O Ceifador - Neal Shusterman

sexta-feira, 23 de junho de 2017
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem por fim à uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a "arte" da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão - ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais -, podem colocar a própria vida em risco. 






❤ Autor:  Neal Shusterman   ❤ Páginas: 448     Editora: Seguinte


Neal Shusterman é um simpático autor de ficção científica e distopia que, pouco a pouco, vem conquistando com seus livros um lugar cativo no coração dos leitores e também em nossas estantes. Suas histórias são conhecidas pela originalidade empregada, o autor foge do convencional, agregando às suas tramas um toque mais macabro e único, e sua narrativa, carregada de cenas de ação e reviravoltas inquietantes, conseguiram me prender de imediato, me deixando com muita vontade de ler as outras séries do autor (todas com valoração bastante alta no Goodreads).

O Ceifador não poderia ter uma proposta mais interessante. Quando a humanidade venceu a morte, o mundo alcançava a perfeição. A Nimbo Cumulo, uma grande rede de dados, controla países inteiros, com perfeição e sem falhas. Os antigos governantes corruptos passaram a ser parte apenas dos velhos livros de história sobre a terrível Era da Mortalidade, quando o ser humano era obrigado a enfrentar guerras, pestes, fome e a morte mesma. 
Em substituição à morte e até mesmo ao inevitável destino final que acometia aos humanos da Era da Mortalidade, o mundo assistiu ao surgimento da Ceifa, um grupo de nobres homens e mulheres que possuem uma única missão: ceifar vidas, garantindo assim o equilíbrio da sociedade. 
A figura do Ceifador passou a ser temida, respeitada, cultuada. Um Ceifador parece estar acima do bem e do mal e suas decisoes jamais sao questionadas. A Ceifa é totalmente independente e nem mesmo a Nimbo Cúmulo, governante geral do mundo, pode interceder nos assuntos relativos à Ceifa e aos Ceifadores.

Quando Citra e Rowan, dois adolescentes bastante diferentes entre si, sao escolhidos pelo ceifador Michael Faraday  como seus aprendizes, nenhum dos dois parece disposto à aceitar a missão. Porém, a garantia de imunidade às suas familias enquanto durar o treinamento termina por convencer à ambos. 
Quando o destino da Ceifa começa a ser corrompido por um grupo de ceifadores impiedosos, Citra e Rowan deverão escolher muito bem qual caminho cruzar, pois em um mundo de prestigio e poder aonde nem mesmo a morte é capaz de surpreender-nos, a traição cobra um preço alto.

Narrado em terceira pessoa, os capitulos estão intercalados entre Citra e Rowan, que, num primeiro momento parecem nao possuir nada em comum, porém, pouco a pouco o leitor pode acompanhar como se forma um vinculo de amizade, fidelidade e cumplicidade entre os dois jovens, à medida que seus caminhos parece tornar-se mais perigoso e mortal.
E com esse universo por vezes cruel, e por vezes nebuloso, Neal Shusterman nos faz questionar sobre a verdadeira lealdade, e os limites da corrupção e maldade humanas quando somos capazes de ultrapassar todos os limites. 
A originalidade do autor é alucinante. Neal nos surpreende à todo o instante apresentando-nos uma sociedade altamente organizada, mas ao mesmo tempo à ponto de sucumbir justamente por conta de sua própria perfeição. 

Recomendo O Ceifador para todos, gostem ou não de distopias. É sério mesmo! O tema abordado é demasiado interessante como para deixar passar, además, é impossivel nao ficar curioso para desentranhar os segredos assustadores que pode haver por trás da Ceifa. 
Um livro que nos convida a refletir sobre a perfeição da sociedade que tanto buscamos e nos faz perceber que, às vezes, ter o controle absoluto pode significar também a própria ruína. 
Imperdível e altamente recomendado, espero ansiosa pela segunda parte dessa trilogia empolgante.



Alice Duarte
25 invernos, Mãe de dois, Casada, Leitora compulsiva, Drama queen, Fashion victim, Coffee addict, Intento de blogueira. Autora do blog Um Blog Litteraire.


Resenha: A Rainha Normanda - Patricia Bracewell

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia.Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida.Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, “A Rainha Normanda” conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.
                  
                ❤ Autor:  Patricia Bracewll  ❤ Páginas:400   Editora: Arqueiro

Emma vivia tranquilamente no palácio Ducal da Normândia com sua família, quando um acordo feito entre seu irmão Duque Richard e o Rei da Inglaterra Æthelred  a promete em casamento que a fará rainha. Mesmo não sendo a irmã mais velha e próxima noiva da família, a jovem foi levada a formar essa aliança entre os países. Seu casamento foi preparado às pressas, com a constante ameaça dos cruéis vikings liderados pelo temido rei dinamarquês Swein Forkbeard, que mesmo recebendo valiosos tesouros em prata, para que não atacasse, espreitava por possibilidades para saquear e queimar cidades inglesas.
“No entanto, por causa das trevas naquele coração sobre o fogo, nada disse a respeito da outra, da dama que viria de longe, e dos dois fios de vida tão amarrados e emaranhados um no outro que seria impossível separá-los por uma vida inteira ou para sempre”
A jovem sempre soube que não seria nada fácil ser uma rainha, pois o reino de Æthelred era amaldiçoado pelo assassinato de seu irmão mais velho, o rei anterior Edward, porém nada que Emma imaginou se comparava com o que vivia. Seu marido era um homem rude e desconfiado, e os inimigos da corte que o tachavam por sua coroa  sentiam-se ameaçados em suas ambições. Dentre seus rivais havia Elgiva, filha do poderoso Duque de Nortùmbia. Ambos ávidos por poder, riquezas e possivelmente à retomada da Inglaterra. Os filhos do rei também a temiam por sua influencia sobre os populares ingleses e imaginavam que Emma poderia de alguma forma, tomar o Trono e o Cetro da realeza, sobretudo se ela tivesse um filho homem, mas ao perder a criança que esperava, alguns deixaram de temê-la. 

O que ninguém poderia esperar, era que o ódio que o filho mais velho do rei, Athelstan, se tornaria em paixão por sua rainha, e ainda mais que ela o correspondia, porém eles nunca poderiam ficar juntos graças as suas posições reais que impossibilitaria até mesmo os encontros furtivos.
Mariene Pettioti
20 anos. Geminiana do coração de flores. Viagem dos sonhos: Estrada Real, prisioneira de histórias, lava a alma com chuva, músicas narram momentos.


O Bosque Selvagem - Colin Meloy

terça-feira, 20 de junho de 2017
A vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.
• “Este livro se assemelha à selvagem e estranha floresta que descreve. É repleto de suspense e perigo e coisas assustadoras que o mundo nunca viu. Mas uma vez que eu entrei não quis mais sair.” – Lemony Snicket, autor de Desventuras em série.
• “Parte conto de fadas, parte jornada em busca do amadurecimento e parte obra de arte — um livro repleto de presentes para o leitor.” – Jonathan Safran Froer, autor de Extremamente alto e incrivelmente perto.


                 ❤ Autor:  Colin Meloy   ❤ Páginas: 478     Editora: Galera Record

Hello leitores.
E quem é vivo sempre aparece não é mesmo?Desculpem novamente pelo sumiço, mas estou passando por uma situação meio complicada e não somente eu, por enquanto as colaboradoras Alice e Sarah vão fica um poucos sumidas do blog, mas logo tudo volta ao normal podem ficar tranquilos.

Este foi um dos livros que mais me fascinou este ano. Personagens fantásticos e uma heroína corajosa. Prue McKeel, reside com seus pais e seu irmãozinho, Mac, em um bairro de Portland. É de conhecimento comum entre os cidadães da cidade que a "Floresta Impassável" esta fora dos limites para qualquer um que deseje entrar, mas diariamente surgem boatos de pessoas que tentaram se aventurar e nunca mais voltaram. Prue não tinha intenções de quebrar as regras quando cinco corvos de um tamanho incomum, conseguiram sequestrar Mac durante um passeio no parque e leva-lo para floresta impassável.

Prue não sabia o que fazer, como contaria para seus pais? Ninguém jamais acreditaria nela. Mas em meio toda essa confusão Curtis ( um colega da escola), presenciou o desespero de Prue e se ofereceu para ajudá-la mesmo sem saber sobre o que se tratava. Na manhã seguinte depois de mentir para os pais á garota de apenas 12 anos decidi que precisa resgata seu irmão. Depois de atravessa a floresta impassável com ajuda Curtis mesmo dizendo que ele devia voltar para casa. Prue não esperava encontrar habitantes na floresta e muito menos animais falantes  e comunidades em guerra.
"Podia fugir - essa era uma opção legítima. Podia pular em um daqueles trens que cruzavam a ponto ferroviária, fugir de St. Johns e viajar de cidade em cidade fazendo bicos e lendo o futuro das pessoas para sobreviver."

Ambos estão unidos, mas em facções opostas  para encontrar o irmãozinho de Pru. Este é um lugar onde os animais e os seres humanos têm uma base "igual". Sendo finalmente reunidos, eles devem chegar a um acordo contras as forçaa do mal por trás do sequestro. 


Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.


Resenha: Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

sexta-feira, 16 de junho de 2017
A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça, jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly. Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.







                  ❤ Autor:  Nicola Yoon   ❤ Páginas: 268     Editora: Arqueiro

Madeline foi diagnosticada com IDCG, uma doença rara que torna a pessoa altamente vulnerável, por essa razão Maddy nunca saiu de casa. Poucas pessoas sabem de sua existência e para que elas possam vê-la, devem passar por um processo rigoroso de descontaminação quando entram na casa. A garota Japonesa/Afro Americana, mora com mãe médica e a atenciosa enfermeira Carla, que cuida dela durante o tempo que Maddy esta sozinha. E mesmo com toda essa situação á jovem esta contente com sua vida de livros, jogos entre mãe e filha e jantares especias na sexta e filmes.

Esta é a unica vida que Maddy conhece. Quando um caminhão de mudanças estaciona na casa ao lado, ela não pensa duas vezes e olha pela janela, é neste momento que Madeline Whittier se depara com Olly, o novo vizinho que ela apelidou de anjo da morte (Ele usa apenas roupas pretas). Depois de dias observando o garoto misterioso através da janela, eles finalmente tem o primeiro contato utilizando o chat, e pela primeira vez... Maddy desejou mais do que ela pode ter.

Madline: Não sou princesa.
Madline: E não preciso que ninguém venha me salvar.
Olly: tudo bem. também não sou um príncipe
Madline: Você me acha bonita?
Olly: para uma princesa fantasma espiã de contos de fadas? claro que acho

Exemplar cedido pela editora.

Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.


2 Anos de Resenha Atual

terça-feira, 13 de junho de 2017

Hello leitores!

Que semana foi essa? kkk mal tive tempo de respirar! Imagino que vocês tenham notado não apenas o meu sumiço. Hoje dia 13 de junho o blog completa 2 aninhos, parece que faz tanto tempo... Me lembro que no ano de 2015 eu estava passando por um dos momento mais difíceis da minha vida, mas independente disso nunca passou pela minha cabeça parar de ler, foi quando surgiu a idéia do blog, afinal não fácil encontrar pessoas que realmente amam a leitura, pessoas que tem um verdadeiro habito  de ler.


O primeiro blog que visitei foi o da Pâm Gonçalves, hoje ela é conhecida como Youtube, mas desde nova eu sempre comprava meus livros através das resenhas dela. Depois de um tempo parei de acompanhar. Passaram se anos, até momento em que surgiu o desejo de compartilhar minhas opiniões literárias com alguém. Eu estava com medo e mal sabia por onde começar kkk no inicio minhas resenhas eram péssimas! Mas com tempo tive á oportunidade de conhecer muitos blogs e aprender de verdade com eles, o que resumi  muitos de vocês que estão lendo esta postagem agora. Obrigada por tudo que me ensinaram e por todas as dicas maravilhosas como: livros, séries, filmes, musicas e meu deus do céu até doramas kkk eu nem sabia o que era isso! Vocês são demais. 

            

Confesso que tenho me dedicado bastante desde que criei o blog e quem me acompanha desde o inicio já perdeu a conta de quantas vezes troquei Layout para enfim dizer " esse cantinho é meu" (gosto que tenha minha personalidade) enfim! Com ajuda de minhas colaboradas maravilhosas, primeiramente á Sarah que esta comigo desde inicio (essa menina é uma guerreira, sério), nós passamos por fases difíceis como todo mundo na vida, mas faltou muito pouco para mim desisti do blog, portanto obriga Luiza (do blog estranhos como eu) por não me deixa desisti, recebi apoio de muita gente e principalmente da minha família que me ajudou desde inicio. Obrigada Alice você tem sido uma verdadeira luz na minha caminhada. É graças á todas essas pessoas maravilhosas e vocês que acompanham o blog e minha dedicação (claro hahaha) que blog tem crescido, me sinto imensamente feliz! Que venham mais anos, novidades, livros, surpresas, conquistas, amizades e novos sonhos.

Esta rolando sorteio no Instagram, ele assim como blog completam 2 aninhos então não deixei de participar e só clicar no link.

xoxo




Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.
 
© Blog Resenha Atual - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda Tecnologia do Blogger.
imagem-logo