Resenha Holy Cow- David Duchovny

segunda-feira, 4 de abril de 2016
Quem poderia imaginar que uma vaca faria tanta diferença na vida de alguém? 
Um belo dia a caminho do correio em busca de meus amados pedidos, me surpreende quando abrir o pacote e Holy Cow estava incluído! Minha reação foi “hã?” “hein?” “será que fiz o pedido errado?” no final depois de reler meus e-mails, percebi que o livro se tratava de um extra, confesso que não sabia ao certo se gostaria de Lê-lo ou não, mas querem saber? Não me arrepende nem um pouco!

Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente.
      
        

          ❤ Autor: David Duchovny   Páginas:202  Editora: Record ISBN:9788501106889

Em Holy Cow, Elsie vive uma vida tranqüila, durante sua narrativa somos apresentados um mundo completamente novo, cercados de bichos onde não existe diferença entre um ser é outro, todos são iguais e unidos pelo amor, á não ser os cachorros, que na visão de Elsie, uma vaca bondosa e inteligente ( não posso me esquecer de irônica) Os cães por serem considerados melhores amigos do homem, patrulham a fazenda latindo para todos os lados exibido suas arrogância.

        “Nós vacas temos um ditado- não pisa na minha teta que eu não piso na sua. 

Mas vamos falar de coisas boas? Não existe melhor lugar no mundo para Elsie. A grama verde, um lugar para dormir, "as boas amizades " e o sagrado momento da ordenha! No meio tarde, ela se junta com sua amiga Mallory para colocar a fofoca em dia, pois acreditem ou não, as galinhas são muito barraqueiras! É se eu fosse você não jogaria conversa fora com um canguru, querem sabe por quê? sera preciso ler para entender(hahahaha). A fazenda e divida em vários grupos, geralmente os animais não costumam ficam muitos próximos um dos outros. Mallory decide arma um plano para que ambas possam finalmente ter um dialogo com os touros, ao atravessar a porteira ás escondidas, Elsie não parece muito interessada, ela caminha em direção á casa e se aproxima da janela, quando houve "o deus caixa".

Livro cedido pela editora.


A verdade é que o deus caixa se trata de uma TV, mas Elsie não sabe disso! Através de uma rede de canal, ela observa algumas galinhas sendo mutiladas, havia sangue para todos lados, em seguida " eles mostraram as vacas” a cabeça de uma delas e decepada, suas peles arrancadas e sua carne estendida por um gancho de metal. Elsie chorou e chorou, algum tempo depois, desmaiou.
“Hoje eu odiava as pessoas. Todas elas. E acho que isso estava afetando meu leite, pois o menino ficava me perguntando, “ Qual seu problema garota?”, e segurando meu rosto, e olhando bem fundo nos meus olhos, e acariciava minha cabeça, o que eu queria era cuspir ou bater nele. Então foi o que eu fiz”
Elsie sempre se perguntou onde sua mãe poderia está, agora não restava duvidas, ela havia sido assassinada por humanos. Será possível que o mundo inteiro estava cercado de dor? Elsie não acreditava nisso, enquanto nos distraímos digitando no celular, nossa protagonista estava atrás de pistas, no meio dessa empreitada, surgiu outro deus, seu nome era Discovery-  ele nos mostra terras bonitas, de um lugar chamado Índia, onde as vacas são veneradas “é ninguém as come”. 

O plano estava armado, Elsie encontraria um meio de fugir e se juntar ao seu povo, mas... Ela não era á única a estar inteirada sobre os assassinatos, um porco que dizia ser chamar Shalom, e um peru magricela cujo nome é Tom Turquia, não estavam dispostos a fica e morrer. Juntos eles embarcam em uma aventura com o mesmo objetivo, “viver e ser amado”.

Inicie a leitura como quem não quer nada, e admito que com certo preconceito, afinal qual é o problema em ler uma estória que foi narrada por uma vaca? Não e muito diferente de uma animação! Mas o ponto principal é- a magia por trás das estórias, os momentos de reflexões e aprendizado.

Elsie me ensinou muitas coisas: Não importa o quão difícil pareça ser, não desista dos seus sonhos, e muito menos de seus objetivos, não importa o que a sociedade pensa desde de que você seja feliz com suas escolhas! Não importa qual profissão você decida escolher se este é o caminho certo que você decidiu seguir. Elsie me mostrou que não existe diferença entre um animal é o outro, um cachorro ou um gato, eles não são superiores a qualquer animal que seja.

Holy Cow passa longe no quesito de ser “apenas um livro” a leitura e bastante leve e divertida, com diálogos muito bem construídos, cada capitulo leva seu próprio titulo, de uma forma engraçada o que me fez dar boas risadas. Em determinado momento durante a viagem, a estória se tornou maçante por um curto período de tempo, por isso resolvi dar quatro estrelas! Li algumas criticas negativas sobre como o autor construiu os personagens, que de alguma forma não me incomodou, David fez questão de deixa uma nota dizendo “Aprendi na escola a “confia na história, não no autor” . O final e um pouco previsível, mas confesso que eu não faria de outro modo. Leitura recomendada<3


Ingrid Micthell
Escorpiana, 23 anos, apaixonada por livros e uma boa musica, um desejo? Inverno para uma vida inteira! Sonho em ser publicitaria, criei o blog com intenção de levar a todos minha experiências nos muitos personagem e historias que me transforma em cada livro.

16 comentários:

  1. Oi, tudo bem? Está todo mundo falando desse livro, preciso dele logo! Adorei sua resenha. O livro parece ser muito bom... Ri alto com "não pisa na minha teta que eu não piso na sua", hahahahaha.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oiii Ingrid, como vai?

    Ainda não conhecia esse livro, acho que aqui onde moro ele ainda nao foi publicado. Achei super interessante, diferente, original.
    Por acaso o autor do livro é o ator que fez Arquivo X? Os nomes são bem iguais eu acho...

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. A capa é muito bonitinha mas o enredo não me atrai muito, mas que bom que você gostou da leitura.

    Seguindo aqui. Adorei o blog.

    Abraços.
    aressacaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ingrid, tudo bom?
    Vi algumas resenhas desse livro, incluindo a sua, e por mais que a capa seja bonitinha e as opiniões sejam positivas, a sinopse e história não fazem nem um pouco meu tipo. Por não me atrair, esse eu deixo passar hehehe

    Beijos!
    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Ingrid =)

    Estou com esse livro aqui em casa para ler, porém já desconfiava que ele tinha esse tom de critica ao mercado da carne, por assim dizer. Acredito que por ser vegetariana há 13 anos eu vá gostar bastante da leitura rs...
    Espero não está enganada XD

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Achei o enredo desse livro tão curioso e ao mesmo tempo tão engraçado, me lembrou muito de "Babe, o Porquinho Atrapalhado" e "A Fuga das Galinhas".
    Com certeza é o tipo de leitura que me agradaria. Não sei agora, mas em breve quero conhecer a estória dessa vaca e companhia.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ingrid! Tudo bem? Socorro, eu preciso ler esse livro! Simplesmente amei essa capa e a premissa da obra e seus comentários conseguiram me empolgar! Adorei a resenha! <3

    PS: Te indiquei em uma tag (Tag dos Títulos) lá no blog! ;)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ingrid.
    Já tinha visto esse livro antes e fiquei com muita vontade de ler. Achei super interessante isso do livro ser narrado pela vaca. Acho que nunca li um livro assim. E pelos elogios a obra acho que vou gostar bastante.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. oii
    esse livro parece ser uma leitura leve e gostosa, ri com o quote, parece ser interessante e o legal e que parece que daria uma boa animação.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus geral tem falado desse livro e só me aprece ser uma historia boa, depois que li sua resenha fiquei convencida disso hahaha, nunca li um livro assim com ilustrações, vou me arriscar :D
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ingrid,
    Esse quote que você postou me fez rir e perceber que é um livro diverto.
    Gostei da premissa. E estou curiosa para ler um livro sendo narrado por uma Vaca.
    Deve ser muito interessante.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  12. Oii, já vi muito sobre esse livro. Ele me deixa com vontade de ler... é no minimo curioso hahah.

    Beijos,
    Natália

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Ingrid, tudo bem contigo ???
    Eu vi tantas, mais tantas fotos sendo compartilhadas desse livro por toda a internet, que hoje tenho uma vontade enorme de conhecer esse livro.
    Só o fato de ser uma história narrada por uma vaca já me deixa animada, curiosa, instigada. Adoro quando os autores nos apresentam fórmulas novas, ideias diferentes daquelas que estamos tão acostumados a ver por aí, e acredito que esse seja exatamente o caso deste livro.
    Também amei a capa, que capa mais gracinha gente !!! Lindinha demais !!!
    Fiquei feliz por ter encontrado essa resenha por aqui, foi a primeira resenha do livro que leio e já fiquei animada, acho que vou curtir, e talvez chorar um pouco com essa história !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  14. Oi Ingrid!
    Que curioso, estou relendo A Revolução dos Bichos, que também é uma fábula hahaha!
    Gostei muito da resenha e da premissa. Super leria!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  15. Oi Ingrid, sua linda, tudo bem?
    Obrigada pela carinho, estou me recuperando, ainda de repouso, mas logo, logo, volto a ativa, risos...
    Que história mais fofa!!!! Parece uma animação mesmo. Eu sempre fico impressionada com a capacidade dos autores de criar analogias incríveis contando suas histórias com o ponto de vista dos animais. Sempre aprendemos grandes lições no final. E pelo visto esse livro não é diferente. Não vejo a hora de ler. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Ingrid!
    Eu não sei se leria este livro. É meio bizarra a ideia de ler uma história narrada por uma vaca. Não me anima muito, sabe?
    Mas você fez comentários relevantes e que me deixaram inquieto para fazer a leitura.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
© Blog Resenha Atual - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda Tecnologia do Blogger.
imagem-logo