Resenha: O Trono de Vidro- Sarah J. Maas

quinta-feira, 9 de março de 2017
Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.








❤ Autor: Sarah J. Maas    ❤ Páginas: 392     Editora: Galera Record

Olá damas e cavalheiros. Eu sou a Marie *Mariene Pettioti*, e a partir dessa resenha, que começo a integrar nessa lindeza de blog. Além da honra de participar dessa equipe, estou estreando com um livro cheio de emoções e aventura.


O livro tem como protagonista Celaena sardothien, uma bela loira nascida em Terrasen que, com apenas 18 anos já possuía um senhor currículo como assassina, sendo a mais conhecida e requisitada em todo o conjunto de reinos de Erilea. Ninguém realmente conhecer sua face, o que permite que Calaena  passe despercebida com o nome de Lilian, porém, ela foi traída, capturada e feita de escrava nas minas de sal, em Endovier, o país de Adarlan, que estava conquistando e oprimindo tudo ao seu redor.
Você parece um pouco jovem demais – O príncipe apoiou os cotovelos nas coxas antes de continuar: - Escutei histórias fascinantes sobre você. O que está achando de Endovier depois de ter vivido com tanto luxo no Forte da Fenda?
 Depois de um ano de servidão suja e sofrimento que levaram muitos à morte, Celaena recebe uma proposta digna dos céus: participar de uma competição... Se saísse vitoriosa, lutaria ao lado direito do rei durante quatro anos, ganhando liberdade logo em seguida. Mesmo com todo o ódio que Celaena sentia pelo reino de Adarlan e pelos Havilliard (incluindo o príncipe que havia a selecionado para a competição) a garota aceitou a proposta pensando somente na liberdade e se esquecendo das ações que iria cometer. Ela era uma assassina com tanto renome pelo teu conhecimento e inteligência e isso se fazia suficiente para vencer aquele jogo.





O príncipe Dorian Havilliard era ousado. Vivia desafiando seu pai, em sua maioria pela causa dos súditos do reino, mas também porque gostava de desafiá-lo. Apesar de jovem, o herdeiro do trono sempre se mostrou maduro até mesmo em seu relacionamento que seguia florescendo com a assassina. Seu único amigo era Chaol Westfall, capitão da Guarda Real e treinador de Celaena. Mesmo com toda a seriedade do seu cargo, Westfall se viu muito próximo da garota além dos treinos, tendo por baixo de toda a arrogânica de ambos, uma grande compreensão de mundos tão opostos. Mas... Como nem tudo são flores, acontecimentos estranhos surgem no castelo de vidro onde todos estão confinados, mortes terríveis entre competidores, símbolos em todos lugares, mesmo após a magia ser banida de todo o continente. Alguns segredos pairavam sobre aqueles em que a garota confiava a fazendo repensar sobre muitas certezas indubitáveis, de repente Calaena vê á necessidade de ganhar sendo elevada a níveis inacreditáveis.



            “Com a mão na espada, Dorian havilliard observava a assassina do outro lado do grupo adromecido. Havia algo de triste em Celaena, sentada abraçando as pernas, com o luar refletido nos cabelos. Nenhum traço de expressão audaz ou resoluta aparecia-lhe no rosto enquanto o brilho do castelo cintilava em seus olhos”

O trono de vidro é uma leitura rápida, mesmo com 392 páginas Sarah J. Maas soube criar um enredo fantástico, repleto de magia, ação e aventura. Porém uma única situação descrita no livro, é possível imaginar diversos cenários diferentes, encarei isso como um ponto negativo. Calaena é uma garota divertida que sabe o que quer me identifiquei bastante com a personalidade dela.

O livro sugere um triângulo amoroso, mas não deixa nada claro (isso está me deixando ainda mais ansiosa pela continuação). Apesar de a garota ser uma assassina tão talentosa, essa batalha não será nada fácil, pois existem muitos obstáculos em seu caminho. E possível que novas batalhas sejam travadas nos misteriosos corredores do castelo. A obra em si cumpre o que promete, algo que me cativou bastante foram as lutas, senti falta de mais detalhes em relação aos personagens por isso minha nota e 4. Apesar disso espero que se apaixonem pelo livro tanto quanto eu.

         “Laços de sangue não podem ser desfeitos”


Mariene Pettioti
20 anos. Geminiana do coração de flores. Viagem dos sonhos: Estrada Real, prisioneira de histórias, lava a alma com chuva, músicas narram momentos.

8 comentários:

  1. Oie
    Eu adorei ler este livro, o enredo é ótimo. Estou louca para ler os outros livros da série.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa, eu que adoro uma história de reviravoltas me apaixonei pela série... Já estou ansiosa pra continuar essa história 💞

      Excluir
  2. Oi, Mari!
    Mais uma que vendeu a alma pra essa the monia que é a Sarah hahhahaha
    Eu li somente os dois primeiros, mas gostei muito do mundo e pretendo sim continuar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Resenha Premiada Paixão e Crime
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O contrato foi assinado com sangue hahhaaha. A autora criou uma fantasia encantadora e cheia de pura magia

      Excluir
  3. Apesar de não ter me atraído por essa obra, confesso que fiquei contente em saber que ele cumpre o que promete. Outro fato que me deixou curiosa foi saber que ele insinua um triângulo amoroso, fiquei como assim? Enfim, não sei se lerei o livro mais por hora, gostei de saber que ele tem tantos elementos.

    Beijos
    Vento Literário / Facebook / Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nathy. O livro nos traz lendas inéditas com personagens impressionantes. E ele somente insinua o romance, pelo fato de Celaena não demonstrar algum interesse ao capitão quando ele a cede um simples respeito como mulher. Mas não existe troca de olhares ou ciúme exacerbado. 😊

      Excluir
  4. Olá Mari, seja bem vinda!
    Esse livro está na minha lista de "quero ler", ouço falar muito bem da autora e esse tipo de trama me agrada bastante. Personagem feminina forte, realeza, mortes, rebelião, triângulo amoroso, hahaha <3
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carol 💞 Também adoro essas personagens que fogem do padrão "menininha", com o clichê de sonhar com um amor pra toda vida o seu protetor... Ela faz o contrário

      Excluir

 
© Blog Resenha Atual - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda Tecnologia do Blogger.
imagem-logo